PUBLICADO POR EM PUBLICADO EM SUCESSO PROFISSIONAL

 

Não é segredo para nenhum profissional: o mundo do empreendedorismo ainda é predominantemente masculino. Segundo dados do Peterson Institute foir International Economics, entidade que investiga os impactos das diferenças de gênero no mundo corporativo, mulheres que ocupam cargos de liderança ganham, em média, 30% a menos que homens que desempenham a mesma função.

Entretanto, paradoxalmente, o mesmo instituto concluiu que empresas que possuem no mínimo 30% do quadro de gestores compostos por mulheres são, em média, 15% mais rentáveis. O que isso quer dizer? Que a liderança feminina é, sim, um fator marcante para o sucesso de uma empresa!

Para que você possa se inspirar, trouxemos hoje 5 exemplos de mulheres empreendedoras que, mesmo em cenários desfavoráveis, foram capazes de criar empresas incrivelmente promissoras. Confira!


1. Cleusa Maria da Silva

Quais as chances de uma mulher pobre, que começou a trabalhar aos 9 anos de idade como cortadora de cana, criar uma empresa com faturamento milionário? Quase nenhuma, certo? Pois foi exatamente isso o que Cleusa Maria da Silva conseguiu.

Para reforçar o apertado orçamento mensal, Cleusa começou a vender tortas e bolos aos vizinhos e amigos. Com o tempo, a fama de Cleusa se espalhou, a demanda aumentou e ela acabou criando a Sodiê Doces, empresa especializada em diversos tipos de tortas e bolos. Atualmente, o negócio conta com mais de 230 franquias em todo o país.

2. Sonia Hess

A empreendedora Sonia Hess, uma dos 16 filhos do casal Duda e Avelina, tem uma história digna de filme. Seus pais mantinham uma pequena loja de secos e molhados na cidadezinha de Luís Alves, em Santa Catarina. Após uma compra exagerada de tecidos para o negócio, dona Adelina enxergou uma oportunidade. Com a ajuda de 2 irmãs, fundou a camisaria Dudalina, hoje uma das gigantes do setor na América Latina.

Sonia assumiu o comando da empresa familiar em 2003, substituindo um de seus irmãos, e alçou a Dudalina ao estrelato. Dirigindo o empreendimento com mãos firmes e muita dedicação, ela aumentou o faturamento anual em 50% em apenas 2 anos e meio. Atualmente, a confecção cria peças próprias e para marcas de renome, como Brooksfield, Levi’s e Zara.

3. Claudia Sender

Ao ingressar na faculdade de Engenharia Química, Claudia Sender jamais imaginou que, apenas aos 38 anos, se tornaria a primeira mulher a comandar uma empresa aérea brasileira. Ao aceitar uma vaga como trainee em uma empresa de consultoria no quarto ano de graduação, Claudia enveredou pelo mundo corporativo e descobriu ali sua paixão.

Com uma trajetória profissional impecável, ela estudou negócios em Harvard e passou por diversas empresas de renome antes de chegar à TAM, em 2011, como vice-presidente comercial. Só 2 anos depois, Claudia já assumia o controle da companhia aérea, comandando 30 mil funcionários espalhados por 42 aeroportos no Brasil inteiro.

4. Zica Assis

Zica é um exemplo de mulher que virou empreendedora por saber aproveitar nichos de mercados não atendidos. A ex-empregada doméstica estava insatisfeita com os produtos para cabelos crespos que encontrava em lojas e supermercados. Inconformada, decidiu criar sua própria linha de tratamento para esse tipo de cabelo. Criou o Beleza Natural.

Atualmente, o instituto conta com uma fábrica, um centro de desenvolvimento de profissionais e dezenas de salões de beleza, cenário que alçou Zica ao posto de uma das 10 mulheres de negócios mais influentes do Brasil.

5. Luiza Helena Trajano

É bem possível que você não conheça Luiza Helena Trajano, mas certamente conhece a empresa que ela comanda desde 1991: o Magazine Luiza. Luiza começou a trabalhar ainda pequena, aos 12 anos, em uma lojinha que pertencia aos tios na cidade de Franca, em São Paulo.

Por seu excelente desempenho, Luiza passou de balconista a gerente geral da loja em pouquíssimo tempo. Sob seu comando, o negócio se expandiu e, hoje em dia, o Magazine Luiza possui mais de 600 lojas espalhadas pelo país, tem 21 mil funcionários e fatura mais de 6 bilhões de reais por ano!

A expansão da liderança feminina no mundo dos negócios é um fato que não pode mais ser negado. Se você pensa em tornar-se uma empreendedora, inspire-se nessas mulheres incríveis e corra em busca do seu sonho!

Conheça o FDC/Smith Women’s Global Leaders Program, como foco o desenvolvimento do talento feminino de ponta, por meio da compreensão do contexto global atual, da consolidação de competências, habilidades e conhecimentos, além da expansão da capacidade de liderança. Elaborado para diretoras e gerentes seniores, responsáveis ou envolvidas na tomada de decisões estratégicas.

Saiba mais sobre o Programa!